Sábado, 19 de setembro de 2020
86 988 910 950
Brasil

06/08/2020 às 07h44

53

Jediel

TERRA DO NOVA DO NORTE / MT

Mistura de anticorpos protegeu macacos e hamsters da Covid-19, diz estudo
Ensaios pré-clínicos apontaram resultados promissores no que poderia ser uma forma de prevenção contra a infecção causada pelo novo coronavírus.
Mistura de anticorpos protegeu macacos e hamsters da Covid-19, diz estudo

A combinação de dois anticorpos humanos pode ser o caminho para o tratamento da Covid-19. Um artigo publicado na segunda-feira (3) como prévia (pre-print) mostrou que a mistura protegeu macacos e hamsters do coronavírus Sars-Cov-2 em laboratório. Artigos em prévia ainda não foram revisados por outros cientistas.





Anticorpos neutralizantes, são aqueles capazes de destruir o vírus. Nos experimentos in vivo, os pesquisadores identificaram dois tipos "mais potentes":




 



  • REGN10987

  • REGN10933


 




A combinação dos dois foi avaliada pelos pesquisadores de uma farmacêutica dos Estados Unidos em macacos rhesus (Macaca mulatta) e em hamster-sírios (Mesocricetus auratus). Eles descreveram que os animais injetados apresentaram apenas sintomas leves da doença quando expostos ao vírus.


Os resultados levaram em conta a infecção em 12 macacos e 50 hamsters que os cientistas da Regeneron Pharmaceuticals avaliaram separadamente. Cada espécie foi dividida em três grupos diferentes: os que receberam a mistura, os que receberam um placebo e os que não receberam nada – é o chamado grupo de controle.



Os macacos não desenvolvem casos agudos da Covid-19, mas os cientistas perceberam que os primatas que receberam a combinação dos anticorpos neutralizantes foram menos propensos a desenvolver pneumonia em comparação com os dos outros dois grupos.




Diferente dos primatas, os roedores, quando infectados com o Sars-Cov-2 ficam bastante doentes. Os pesquisadores identificaram que nos animais injetados com a mistura de anticorpos, e expostos ao vírus, os espécimes conseguiram se manter saudáveis e até ganhar peso.




Este é ainda um estudo preliminar de fase pré-clinica e os pesquisadores reconhecem que ainda falta entender melhor quais mecanismos são ativados pelos anticorpos e qual a concentração deles capaz de proteger pacientes humanos.




FONTE: G1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Big Brother Brasil

Big Brother Brasil

Blog/coluna Tudo sobre a casa mais vigiada do Brasil em um só lugar!
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados